O portal de noticias que alerta a igreja e corpo de Cristo quanto a tudo que acontece para alertar quanto a vinda de Cristo

Assembleia Geral deste ano colocou as pessoas no centro dos debates

Enviado por Sexta, outubro 06 @ 07:00:00 BRT por admin

Presidente do órgão das Nações Unidas disse que os países abordaram desafios, soluções e ação para enfrentá-los; em 2018, estão sendo planejados reunião de alto nível sobre a paz sustentável e a adoção de um pacto global sobre migrantes e refugiados.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.As Nações Unidas encerraram esta segunda-feira os debates da Assembleia Geral, onde participaram chefes de Estado e de governo e outros representantes dos países-membros.O presidente da 72ª sessão do evento disse que um dos grandes marcos foram as declarações feitas na reunião que realçaram "desafios, soluções e ação para enfrentá-los".PessoasPara Miroslav Lajcák  as declarações revelaram a força, a resiliência, as experiências, as parcerias e o espírito empreendedor. O chefe da Assembleia Geral agradeceu aos países membros por terem colocado as "pessoas no centro dos debates" ocorridos durante a semana.O representante disse estar confiante que no próximo ciclo poderá ser feito "ainda mais aproximando as pessoas das decisões que terão impacto sobre elas".Para Lajcák, "qualquer alternativa ao multilateralismo se arriscaria a levar o mundo à repetição dos erros da história". Ele declarou que nas próximas sessões deve ser abordado como promover a mudança para uma atuação da ONU mais transparente possível.DecisõesDesta sessão dos debates, Lajcák disse que a ONU vai analisar sugestões dos países que incluem o apoio para priorizar paz e a prevenção, a visão de colocar os direitos humanos, a igualdade de géneros e o Estado de Direito no centro das decisões da ONU e os apelos em prol da implementação da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável.Lajcák disse que os países ilustraram como o mundo tem mudado com rapidez tanto de forma positiva como para a negativa e que as Nações Unidas devem fazer mais para responder a essas mudanças.Lajcák declarou ainda que honrava tanto os consensos alcançados como os atos de contenção que foram demonstrados durante o debate geral.CríticasSegundo ele, nem todas as mensagens que surgiram nos debates gerais eram positivas e várias delas continham criticas aos países ou às Nações Unidas. Para ele, tudo isso é parte do pacote e do direito dos Estados de o fazer.Como defendeu, apesar do seu tamanho, sua população ou sua dimensão da economia os países têm o direito de falar livremente na mesma plataforma, com mesmo tempo e sem censura na ONU. Ele disse é preciso lembrar que as diferenças em posições unilaterais não evitam acordos multilaterais.Para a sessão recém-iniciada estão programados grandes eventos com destaque para a reunião de alto nível sobre a paz sustentável a ter lugar em abril e a adoção de um pacto global sobre migrantes e refugiados previsto para setembro.Esta semana, será realizado um evento sobre o tráfico de pessoas na sequência de sessões anteriores sobre o tema. Espera-se para breve o início de encontros de várias comissões da Assembleia Geral com temas considerados essenciais para o órgão.
fonte http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2017/09/assembleia-geral-deste-ano-colocou-as-pessoas-no-centro-dos-debates/#.WczjQbKGO1s

Posted in ONU

Associated Topics

ONU

"Assembleia Geral deste ano colocou as pessoas no centro dos debates" | Login/Criar uma Conta | 0 comentários
Os comentários são propriedade de quem os escreveu. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Os comentários não podem ser enviados por utilizadores anónimos. Por favor registe-se