O portal de noticias que alerta a igreja e corpo de Cristo quanto a tudo que acontece para alertar quanto a vinda de Cristo

ONU destaca erradicação de doenças nas Américas como

Enviado por Sábado, outubro 07 @ 07:00:00 BRT por admin

Em relatório apresentado na segunda-feira (25) aos Estados-membros da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a diretora da instituição, Carissa Etienne, lembrou a eliminação regional da rubéola, da síndrome da rubéola congênita e do sarampo. Outras conquistas incluem a erradicação da oncocercose na Colômbia, Equador, Guatemala e México; da doença de Chagas no Brasil, Chile e Paraguai; e do tracoma no México.

Em relatório apresentado na segunda-feira (25) aos Estados-membros da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a diretora da instituição, Carissa Etienne, detalhou as conquistas de saúde da região ao longo dos últimos cinco anos. Período marca mandato da gestora à frente do organismo. Do*****ento indica avanços na erradicação de diferentes patologias e revela mudança de foco para promover a cobertura universal de saúde.Divulgação foi feita no primeiro dia da 29ª Conferência Sanitária Pan-Americana, evento quinquenal que elegerá o novo dirigente da OPAS. Acompanhe todas as notícias sobre o encontro clicando aqui.Entre os três marcos históricos da saúde pública regional, estão a eliminação da rubéola endêmica e da síndrome da rubéola congênita em 2015 e a erradicação do sarampo endêmico em 2016. Outras conquistas incluem a eliminação da oncocercose na Colômbia, Equador, Guatemala e México; da doença de Chagas no Brasil, Chile e Paraguai; e do tracoma no México.Na avaliação de Etienne, um dos desdobramentos mais importantes do período 2013-2017 foi a adoção, em 2014, da Estratégia Regional de Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde. No do*****ento, os Estados-membros da OPAS se comprometem a assegurar que todas as pessoas, independentemente da sua capacidade de pagar, recebam os cuidados de saúde de que precisam e quando precisam.A diretora afirmou que a OPAS priorizará a cooperação técnica para ajudar os países a avançar na cobertura universal de saúde. Isso inclui apoio na identificação de meios para o ampliar o financiamento público. Estratégias da agência da ONU também visam melhorar a gestão dos sistemas de atendimento e expandir o acesso a serviços para populações vulneráveis, como minorias étnicas.O relatório também aponta progresso na prevenção das doenças crônicas não transmissíveis, as principais causa de morte e invalidez em países das Américas. Segundo o levantamento, houve avanços — apoiados pela OPAS — na implementação de medidas legislativas, regulamentares e fiscais que visam reduzir os fatores de risco para esse tipo de patologia.Iniciativas incluem impostos sobre bebidas açucaradas, rotulagem frontal das embalagens de produtos alimentares processados, restrições à comercialização de produtos não saudáveis para crianças e políticas de controle do tabagismo, como avisos gráficos em embalagens e normas sobre espaços públicos sem tabaco.Epidemias e desastresEtienne também ressaltou o protagonismo da OPAS na resposta a surtos e riscos de epidemias. Entre os exemplos de parceria com os Estados-membros, está ajuda dada aos países na preparação para uma possível ocorrência do vírus ebola, em 2014. O organismo regional também prestou assistência a países que enfrentaram uma rápida e ampla disseminação do chikungunya, no biênio 2014-2015.Outro desafio especialmente significativo, lembrou Etienne, foi o zika, que se espalhou por toda a região em 2015 e 2016. A doença provocou um aumento acentuado nos casos de malformações de recém-nascidos e da síndrome neurológica de Guillain-Barré.A dirigente do organismo regional lembrou ainda a assistência na resposta aos desastres naturais — entre eles, o terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o Equador em 2016 e o furacão Matthew de categoria 5, que causou estragos no Caribe no mesmo ano.A OPAS fundiu recentemente seu programa de assistência a desastres e ajuda humanitária com sua equipe de alerta e resposta a epidemias para criar o novo Departamento de Emergências de Saúde. Decisão foi inspirada por um movimento similar da Organização Mundial da Saúde (OMS).Acesse o relatório clicando aqui.http://www.paho.org/annual-report-2017/index.htmlfonte https://nacoesunidas.org/onu-destaca-erradicacao-de-doencas-nas-americas-como-conquistas-dos-ultimos-5-anos/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ONUBr+%28ONU+Brasil%29&utm_content=FeedBurner

Posted in ONU

Associated Topics

ONU

"ONU destaca erradicação de doenças nas Américas como" | Login/Criar uma Conta | 0 comentários
Os comentários são propriedade de quem os escreveu. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Os comentários não podem ser enviados por utilizadores anónimos. Por favor registe-se